Carregando...

Caixas Separadoras de Água e Óleo (CSAO)

Publicado Domingo, 18 de junho de 2017

Desde Setembro/2009, através da Portaria nº 43, a FEPAM adotou normas e procedimentos para controle de emissões de efluentes líquidos e atmosféricos em Postos de Combustíveis e Serviços, no licenciamento ambiental destas atividades.

Considerando a Resolução Consema nº 128/2006 que dispõe sobre os Padrões de Emissão de Efluentes Líquidos para fontes de emissão que lancem seus efluentes em águas superficiais, a FEPAM definiu que os empreendimentos definidos no Art.2º (Postos de Combustíveis e Serviços) devem realizar semestralmente a coleta de amostras na saída da CSAO que servem como tratamento dos efluentes provenientes das áreas de abastecimento de veículos, troca de óleo e da lavagem de veículos, sendo que, as análises devem ser realizadas em laboratórios devidamente cadastrados pela própria FEPAM.

Os parâmetros definidos são os seguintes:

  • pH
  • Temperatura do ar
  • Temperatura do efluente
  • DQO
  • Óleos & Graxas Totais
  • Fenóis totais
  • Sólidos Sedimentáveis
  • Vazão

A Portaria ainda fala que a coleta das amostras deverá ser realizada por técnico habilitado devendo ser gerado o respectivo Laudo de Coleta contendo dados mínimos, tais como: identificação do empreendimento, pH, temperatura, data/horário da coleta, vazão, características do ponto de coleta, técnico coletador identificado com nome e qualificação, razão social da empresa em que presta serviços, procedimentos de coleta, preservação das amostras para cada parâmetro e, a identificação do responsável técnico habilitado pela empresa.

O conhecimento ou a medição da vazão é de fundamental importância para avaliar a faixa de enquadramento do DQO dentro da Resolução Consema 128. As faixas variam de < 20m³/d até 10000 < Q fazendo que a tolerância para o padrão do DQO varie de 400 à 150mg/L O2.

As coletas deverão ser realizadas preferencialmente pelos Laboratórios, pois existem métodos de preservação, como por exemplo, HCl, que são imprescindíveis para manter a integridade da amostra. Quando não for possível contratar o Laboratório para o serviço de coleta, a mesma deverá ser feita atendendo os mesmos critérios técnicos, por um profissional habilitado; neste caso, os frascos deverão ser fornecidos, preferencialmente, pelo próprio Laboratório.

Marcelo Leal – Químico Tecnológico – Diretor e Gerente Técnico do Laboratório Quimioambiental e, Presidente da RS Óleo, Gás e Energia.

Análises químicas e microbiológicas

No Laboratório de Águas oferecemos as análises químicas e microbiológicas necessárias para avaliações de Potabilidade(Poços, Vertentes, Rede Pública), Água de Caldeira, Torre de Resfriamento, Águas Purificadas, Superficiais(açudes, córregos, etc), Piscinas e Hemodiálise.

Efluentes Sólidos e Líquidos

No Laboratório de Efluentes Sólidos e Líquidos temos habilitação/cadastro junto à FEPAM e oferecemos as análises químicas e microbiológicas exigidas pelo SISAUTO e CONAMA.

Alimentos

No Laboratório de Alimentos damos ênfase ao monitoramento microbiológico de acordo com a RDC n° 12 da ANVISA e CISPOA, no processo e distribuição (refeições coletivas / estoques), análise microbiológica em carnes, embutidos e derivados do leite.

Cosméticos e Saneantes

No Laboratório de Cosméticos e Saneantes realizamos as análises bacteriológicas com determinações específicas para cada tipo de bactéria conforme RDC n° 481 / MS.

Contato

Ligue para nós

(51) 3904.3600
(51) 3227.4529
(51) 3012.2680
Endereço

Rua Barão do Amazonas 200 Térreo
Petrópolis
Porto Alegre / RS
CEP 90670-000
E-mail

quimio@quimioambiental.com.br
Abrir o mapa
Fechar o mapa